alentejo no chiado

alentejo em lisboa

alentejo em lisboa

(vivi em reguengos de monsaraz, alentejo, entre os quatro e os cinco anos. tenho gravada a recordação de seguir com a minha mãe, uma noite, um grupo de homens que seguia a cantar rua fora. e não era para turista ver).

agora estou com a e. a ouvir este disco. quando a música pára ela olha para mim e diz aaa?.

touchpoints

crawling

(…) when a baby does begin to crawl. her parents can see the consternation in her face as she gets further and further away from her desired goal. her frustration mounts. (…)

in t. berry brazelton, touchpoints. your child’s emotional and behavioral development, 1992.

mãe cangurú

há coisas que merecem ser divulgadas. uma, os magníficos porta-bebés da babybjorn. o nosso só vai ser reformado agora que a e. atingiu o peso máximo (10kg). outra, estes baby slings feitos por duas motherns do outro lado do mar que têm, como elas próprias explicam, as características maravilhosas dos que se vendem em vários outros sites só que, ao contrário daqueles, são bonitos. e são mesmo.

dragões chineses

a minha mãe saberá se alguma vez os calcei. creio que não. foram barcos, carros e naves espaciais dos bonecos mais pequeninos. depois guardei-os. moraram aí uns 20 anos em sucessivas gavetas, junto da minha roupa. quando os via pensava que um dia serviriam a um filho meu. nem me dava conta de como envelheciam. fui descobri-los hoje (pobres jubas, tão ralas). já não servem nos pés da e.