diário de uma camisola

#knitting #handspun

#retrosaria

Com os muitos quilómetros feitos junto ao Douro na semana que passou a camisola foi crescendo. Os cálculos do Raglanify não foram exactos quanto ao momento em que devia deixar de fazer aumentos para as mangas (julgo que porque as malhas trabalhadas com este fio ficam invulgarmente largas proporcionalmente à altura), mas a vantagem deste método é que a camisola pode ser experimentada à medida que é feita. Entretanto tenho fiado e sonhado com um tear.

Este blog fez doze anos há poucos dias. Doze anos depois continua a ser-me precioso, imprescindível. Por muito que os novos social media dispersem as leituras, vivam no instantâneo e nas frases curtas, é aqui que continuo a sentir-me melhor. É quase como se se completasse um círculo e o blog voltasse a ser tranquilo e discreto como no início. E há muitas leituras lentas que continuo a fazer. Aqui ficam uma, duas, três (e desta terceira deverá haver em breve novidades na Retrosaria).

raglanify kureyon

raglanify kureyon

raglanify kureyon

Em 2004 fiz uma camisola para a E. com Kureyon. Ela usou-a muito, depois a irmã e agora é a prima pequenina que anda com ela. Está a ser um Inverno de camisolas – vou na terceira de quatro planeadas. Voltei à Kureyon (diz-se curei-ón, que o nome japonês vem da palavra inglesa crayon), e é mais uma feita com ajuda do Raglanify. Como a E. gosta de usar a outra do avesso, nesta deixei de propósito o avesso do lado de fora. No Ravelry está aqui. Read more →

raglanify

a

a

Depois da camisola da E., uma camisola para a A. (Ravelry). Em comum têm o facto de serem feitas em malha circular, sem costuras. Mas se a da E. foi construída de baixo para cima esta foi uma estreia no método inverso, começado pela gola. A receita que usei foi gerada na aplicação Raglanify a partir das medidas da amostra e do corpo. Segui-a na parte inicial, que vai da gola à parte em que se separam as malhas das mangas das do corpo. Depois avancei a direito, sem me lembrar de voltar a olhar para as notas, até estar satisfeita. As mangas ficaram curtas a pedido da A. Os fios são a Bucos mescla combinada nos canelados com a nova Noro Mossa.