⎔⎔⎔

hexagons

Este fantástico patchwork de hexágonos é parte de um saco que vi há dias num antiquário (felizmente não estava à venda, ou poderia ter perdido a cabeça). Pelos tecidos é uma peça do século XIX, mas infelizmente não sei que chegue do assunto para o datar com mais precisão. Foi adquirido como sendo português, o que para mim é uma surpresa por não conhecer peças semelhantes. Este tipo de trabalho é todo feito à mão: primeiro os hexágonos de pano são alinhavados a um molde de papel e depois são cosidos uns aos outros com pontinhos minúsculos, uma técnica a que se dá o nome de english paper piecing (). No mosaico hidráulico, como sempre, aparecem padrões que apetece experimentar.

This beautiful patchwork is part of a 19th century drawstring bag I saw at an antiques shop the other day. I would love to know if it was made in Portugal, like the owner said, as so far I haven’t seen other examples of paper pieced hexagons here. Are the fabrics even portuguese? I wish I knew more about dating them…


quilt1 Thrift Overload - The Holy &*#$@! Quilt

10 comments » Write a comment

  1. Esse padrão de patchwork é mesmo lindíssimo. Há tempos fiz uma colcha de lã em crochet com esse padrão e ficou muito gira, mas o patchwork bate-a aos pontos! Estive a ver como se faz o paper piecing e deixa que te diga… que trabalheira! Mas olha, é uma trabalheira que que fiquei cheia de vontade de ter, pois o resultado é espectacular. Bjs e bom trabalho! ;)

  2. É linda! Fantástica! Admiro a paciência!

    Pena não estar à venda!

    Eu, até agora, só consegui fazer flores que são compostas por 7 hexágonos!

    Também desconhecia a existência de colchas deste género em Portugal!

    Obrigada pela partilha, Rosa! :)

  3. Olá, Rosa!

    Esse é o meu primeiro comentário, mas venho seguindo seu blog há mais ou menos um ano (quando engravidei). Adoro o q vc posta.:)

    No Brasil usamos uma técnica parecidíssima (se não for igual) de patchwork. Chama-se fuxico. Tenho uma colcha lindíssima que minha tia-avó fez pra mim e minhas irmãs qdo éramos criancas.

    Por seu muito trabalhoso, é claro que inventaram uma forma mais fácil, mas que, na minha opinião, dá um resultado muito feio. E o triste é que a maneira tradicional agora está quase perdida.

    Um abraco,

    Fernanda

  4. É absolutamente lindo! Os padrões e cores dos tecidos é perfeita!…, e depois o ser “velho”…, os tons já gastos ainda o tornam mais especial…

  5. Esta peça é fantástica.
    Quanto tempo terão levado a faze-la!? Que histórias terá!? :)
    Nunca tinha visto um patchwork assim.

    Aproveito para desejar boa sorte no novo projecto que decerto
    visitarei quando estiver aberto ao publico.

  6. Rosa!
    Por vezes penso que eu sou uma ilha. Me sinto muito só em meus solilóquios… e num desses, certo dia imaginei uma colcha de retalhos, contei essa história no blog da Maria, depois de muito tempo eu fiz a colcha de retalhos, … em hexagonos, pregados a mão um a um… é algo indescritivel quando se conclue algo sonhado, idealizado…
    Seu blog é lindo, seu trabalho maravilhoso, e posso “ver” que você também!.
    Tudo muito lindo! E agora entendo porque tanta referencia a “Ervilha Cor de Rosa” – é merecida!
    Lúcia Machado

  7. Pingback: A Ervilha Cor de Rosa » almazuelas:

  8. Pingback: A Ervilha Cor de Rosa » ⎔⎔⎔:

Comentar