luzes

colecção

Três dias depois de sexta-feira estou um ano mais velha. No fim-de-semana percorri com a minha mãe o armário onde moram passados e futuros candeeiros e esta manhã passeei com a Andreia em busca de outros. Fiquei a conhecer a Hexágono e a dass.

Continuo apostada em ter o máximo possível de objectos com uma vida anterior e em reduzir as compras no IKEA apenas ao que não for possível encontrar na concorrência e de preferência fabricado cá. Se termos todos as mesmas estantes em casa já é monótono, ver cada vez mais lojas iguais umas às outras e às páginas do catálogo é no mínimo enjoativo. Procurar alternativas exige tempo e paciência, mas espero que compense.

14 comments » Write a comment

  1. Bem…acho que vamos fazer anos no mesmo dia…
    Grande iniciativa! Mas por vezes é tão dificil encontrar onde arranjar as coisas mais antigas…Por falar nisso, sabes onde arranjar pequenos electrodomésticos? tento ao máximo evitar comprar novos (se bem que é tão tentador)

  2. Muitos parabéns!!!
    E sim, nunca sequer imaginei que esse espaço fosse ser decorado do Ikea…
    Boa sorte nessa caça ao tesouro

  3. Olá Rosa

    Tenho andado à procura na net de um manequim de costura com medidas ajustáveis e encontrei um site que talvez seja interessante para si, http://www.aderecos.com, tem mobiliário de antigas lojas e quem sabe algum lhe interesse.

    Beijinhos e boa sorte na sua busca

    Ana Oliveira

  4. Pois custa mais, leva ainda mais tempo mas vale a pena de certeza! Pelo menos cria-se um espaço próprio com personalidade e não algo que parece ter sido criado em serie…

    E Parabéns pelo aniversário!

  5. uma ou outra peca da IKEA nao faz mal, mais do que isso ja eh mau gosto (na minha opiniao). As mobilias da IKEA sao tao fraquinhas! nao valem nada!

    Parabens

  6. Experimenta procurar na Comunidade de EMAÚS. Tem coisas fantásticas. Boa sorte.

  7. Olá,

    Para restauro de candeeiros: “Hospital dos Candeeiros”, Rua Palmira, cruzamento com a Rua Forno do Tijolo, aos Anjos.
    Também vendem candeeiros já restaurados e fazem toda a espécie de abatjours artesanais – vale a pena pedir o catálogo.

  8. Pingback: A Ervilha Cor de Rosa » Mool:

Comentar