xuz

xuz

A verdade é que eu não precisava absolutamente destas botas, mas não lhes resisti. A sola de madeira e as tachas revelam imediatamente a fonte de inspiração, mesmo que não se saiba nada sobre a marca. Só depois de chegar a casa é que fiquei a saber mais sobre a Xuz, através deste artigo e do site, e fiquei rendida. Sempre gostei de andar de socos (usava estes na rua quando era pequena), algures no final dos anos 80 tive uns daqui e a E. tem uns de Ponte de Lima. Os sapatos, socos e botas em couro com sola de madeira foram uma constante em Portugal (pelo menos no Norte) e em algumas localidades ainda há artesãos activos no seu fabrico. Algumas imagens e longa vida à Xuz:

tamanqueiro
Autor, título e data desconhecidos. Papel montado em suporte de madeira. Col. Museu de Arte Popular. Imagem MatrizPix.

botas
Botas. Local de produção: Nazaré. Séc. XX. Col. Museu Dr. Joaquim Manso. Imagem MatrizPix.

socos
Botas e socos à venda em Montalegre, Trás-os-Montes, 2008.

12 comments » Write a comment

  1. Pingback: tempo | A Ervilha Cor de Rosa

Leave a Reply

Required fields are marked *.


This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.