de lã e de cá

Carapuço

O gorro (ravelry) ficou pronto num instante e é a A. que o tem usado. A lã Beiroa chegou há uns dias ao Ancient Industries, um dos meus blogs preferidos, que esta semana está a fazer um périplo electrónico por Portugal. Começou pelos azulejos e mosaicos, passou pelos pastéis de nata e hoje fez escala nestas botas e numas outras que vi na exposição da República na Cordoaria (eram mesmo uns dos poucos objectos numa das exposições mais bi-dimensionais de sempre). A viagem continua nos próximos dias.

Ainda de lã e de cá: a lindíssima sequência de fotografias da Diane a lavar as lãs Mé-mé no tanque.

viagens e missões científicas nos trópicos

E

borboletar

É uma das exposições mais bonitas para ver em Lisboa neste momento, e está no alto de um dos nossos jardins preferidos. A xiloteca, os herbários, as peças africanas, a tenda do explorador e a forma como os objectos se relacionam com os lambris de azulejo do Palácio dos Condes da Calheta são uma fantástica fonte de inspiração para qualquer pessoa que goste de padrões e texturas. Read more →

receita

:)

:)

Ingredientes: camisolas interiores de algodão (novas ou usadas), canetas de feltro próprias para tecido, cartão rectangular para pôr dentro das camisolas ou bastidores para manter o tecido esticado.

Execução: desenhar a gosto. Passar a ferro no fim para fixar as cores.

Page 1 of 212