♦♦♦♦

beiroa love

É uma técnica que já conhecia dos livros há bastante tempo e que já pensara em experimentar depois de ver alguns exemplos muito bonitos. No ano passado descobri que o entrelac (é o nome mais comum) também faz parte do repertório de pontos praticados tradicionalmente em Portugal (até agora só conheço exemplos da zona de Montemuro) e decidi que mal chegasse a beiroa castanha ia finalmente aprendê-lo. Apesar de demorado é bastante simples e o resultado é lindo.

Os livros das imagens são: 裏も楽しい手編みのマフラー, um dos meus livros japoneses de tricot preferidos, e The Knitter’s Handbook, um excelente manual de técnicas e pontos. E o taleigo é irmão destes.

5 comments » Write a comment

  1. Já experimentei em tempos. Só para perceber se conseguia, não concretizei com nenhum trabalho.
    Sigo o seu blog e dou-lhe os meus parabéns. Foi-me sugerido pela minha filha que a segue desde Oxford.
    Já estivemos ambas na sua loja que adorámos. Comprei lá uma lã da qual fiz um cachecol que o meu filho exibe com orgulho.
    Como é pessoa de bom gosto pode ser que não dê por mal empregue o tempo de visita ao último projecto deste meu Gui:
    http://historiasdaninhas.pt/

  2. Hello, I like this post about knitting and I also like the images that you collect in your archive (tumblr). My favorite at this moment: Maquina de tricotar Knittax (is it OK when I post it on my blog with a link back to you?).

Leave a Reply

Required fields are marked *.


You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>