3 comments » Write a comment

  1. Já lá estive e com visita guiada feita por um sr maravilhoso com a alcunha de cruzetas :) (graças às suas bengalas que ou muito me engano ou já estão coladas ao seu corpo….). Imagino as vidas que por lá se passaram…. Adorei ver as pinturas da escola de Grão Vasco e até hoje não consigo perceber como estão ali tão à mão de semear, sem qualquer segurança digna do seu valor! Mais vale que se mantenha o quase anonimato. Com este post lembrei que está na altura de lá regressar ;)

  2. Quando lá estive, há uns anos, admirei o São Pedro pintado por Grão Vasco, já que conheço tão bem o outro que “mora” aqui no Museu Grão Vasco, em Viseu. lembro-me do senhor que lá estava nos pedir para assinarmos o livro de visitas porque estavam desesperadamente a precisar de apoios e queriam mostrar que há muita gente a visitar o mosteiro. Lembro-me da humidade a ameaçar os retábulos e lembro-me de pensar também na falta de segurança. Obrigada por relembrar este tesouro.

Leave a Reply

Required fields are marked *.