pó dos livros

Pó dos livros

No topo da estante da nossa sala há sempre livros para oferecer nas próximas festas de anos dos amigos delas. São quase sempre livros encontrados por sorte, e desaparecem depressa. Moram lá mais de uma dúzia dos do Enzo Mari, que daqui a vinte anos ainda hão-de fazer as delícias dos meninos de um e dois, mas já não sobrava nenhum para mais crescidos. Tudo isto para justificar as minhas compras na Pó dos Livros, onde fui pela primeira vez hoje, guiada por uma amiga. No que toca à secção de literatura infantil (as outras ainda não vi), e graças ao magnífico trabalho da Débora (especialista em recuperar livros esquecidos e desencantar raridades), é certamente a melhor livraria de Lisboa. Vou voltar em breve.

Read more →

mais que fait ce bébé?

mais que fait ce bébé

mais que fait ce bébé

Mais que fait ce bébé? é um livro para bebés da especialista em beaux livres Béatrice Fontanel, que já referi aqui a propósito deste outro. São 194 páginas ilustradas com pormenores de uma excelente selecção de pinturas dos séculos XIV a XX. Os textos são frases curtas que os bebés poderiam estar a dizer e, ao contrário do que é habitual neste género de coisa, ficam mesmo bem e convidam a ver o livro atentamente com alguém pequenino ao colo. Este exemplar é da biblioteca do Instituto Franco-Português (chamou-me a atenção na última visita), mas fiquei com vontade de comprar um para nós e é uma excelente prenda para recém-mamãs e bebés até aos dois anos.

Read more →

boucles d’or

boucles d'or

boucles d'or

A propósito do galão novo, uma das minhas versões preferidas da história da menina e os três ursos: Boucles d’Or et les trois ours, com magníficas ilustrações de Gerda Muller. Sempre gostei muito desta história, em que os animais e a menina trocam de papeis (eles civilizados, ela selvagem). Vale a pena ver, no site SurLaLune Fairytales, muitas versões diferentes. Como qualquer conto que envolva camas, este é perfeito para quem gosta de procurar quilts desenhados: e . A versão de Gerda Muller não tem quilts mas os desenhos dos edredões dos ursos, apesar de terem mais de cinquenta anos, são lindíssimos e parecem actuais.

Read more →

blá blá blá

a minha primeira enciclopédia

a minha primeira enciclopédia

O mais provável é que a E. frequente durante a pré-primária durante o próximo ano lectivo (obrigada por todos os comentários). Apesar de já ler. Por experiência própria (primeira-classe aos cinco anos e primeiro ano da faculdade aos dezassete) também acho que não se ganha grande coisa em ser das mais novas da turma. Mas as dúvidas e inquietações não ficam por aí. Público vs. privado, que pedagogias, que orçamento e, sobretudo, a que professora (mas há homens professores primários, ou não há?) vou eu confiar a E. quando for a altura?

As fotografias são de um lindíssimo livro que a E. recebeu nos anos (olá Inês): A Minha Primeira Enciclopédia da Verbo, editada em Português em 1981 e magnificamente ilustrada por H. Pothorn.

Read more →

tile designs from portugal

azulejos

azulejos

Tile Designs from Portugal é um livro (+cd) editado recentemente pela Pepin Press (em Lisboa vende-se por exemplo aqui) de cuja existência soube através da Sónia Sapinho. Com a minha predilecção pelo tema, fui a correr comprá-lo. A primeira reacção que tive foi pensar que devia ter sido alguém cá a pensar nisto primeiro, mas foi um nosso vizinho. O livro inventaria uma série de padrões de azulejos (sobretudo azulejo semi-industrial e industrial do século XIX). Inclui uma série de fotografias sem grande qualidade nem interesse mas introduz a novidade de apresentar noventa e nove padrões redesenhados no computador, em formato vectorial. Para mim, que vivo em Lisboa e rodeada deles, que estou habituada a vê-los mudar de cor consoante a luz, desirmanados, cobertos de pó, chuva ou graffiti, nesta versão digital vejo padrões magníficos mas não vejo azulejos. Ainda assim, o livro é interessante e tem uma excelente introdução histórica do director do Museu do Azulejo, Paulo Henriques, apresentada em oito (!) línguas, o que o torna um bom presente para amigos estrangeiros (ou, a julgar pela reacção da A., para bebés de um ano fascinados por desenhos hipnóticos).

Read more →

Page 4 of 11« First...23456...10...Last »