e.’s new hat

A few weeks ago I’ve knitted a simplified Official Kitty62 Hat (without the earflaps and ears – I didn’t like how they were looking so I left it without them). It was so easy and fast (working with double pointed needles is a lot easier than I thought) that I decided to make some adaptations to the pattern and give it another go. This is what I came up with and here is my version of the pattern:

Read more →

gorro da ervilha cor de rosa

gorro da ervilha cor de rosa

Depois de experimentar tricotar um gorro muito simples a partir de um modelo resolvi fazer este, baseado no mesmo mas mais ao meu gosto. As orelhas ficaram enroladas por acidente mas até lhe dão um ar divertido. Serve a crianças e a adultos pouco cabeçudos. Fica a receita, para quem mais quiser experimentar:

Materiais:

1 novelo de lã Noro Kureyon #126 (usei a que me sobrou de fazer esta camisola) ou qualquer outra lã para trabalhar com agulhas tamanho 5.

Agulhas circulares de 40 cm tamanho 5 (5mm).

Conjunto de cinco agulhas tamanho 5 (5mm).

Agulha de crochet.

Read more →

19 meses

A E. continua a vir para a nossa cama de madrugada quase todos os dias. Nem sei bem a que horas porque o faço a quase completamente dormir. Ouço-a decidida e já levantada na cama – mamã? mamã? – e pronto. Feito o mal uma vez é precisa imensa força de vontade para contrariar o hábito. Pelas oito e pouco acorda decidida: upa! mamã upa!. Sendo infinitamente mais agradável que um despertador não deixa de custar, sobretudo tendo em conta que raramente me consigo deitar antes da uma e meia, duas (estas horinhas de sossego em que até conseguimos tirar os livros, lápis, bolas, carrinhos e bonecos do chão, tomar um café e fazer qualquer coisa são demasiado preciosas para ir para a cama mais cedo…).

Continua a dizer poucas palavras e a usar muitos gestos e sons, por vezes mais complicados que as palavras propriamente ditas. Para dizer escorrega, por exemplo, senta-se no chão e arrasta-se para a frente e para trás. Aprendeu a pronunciar ão e pratica com afinco sobretudo os essenciais mão e pão.

Come a sopa sozinha com a colher mas prefere a mão para tudo o que seja fácil de levar à boca e distrai-se muito mais facilmente durante as refeições. Sempre que vê imagens do mar ou de areia pede para ir à praia. Creio que o paraíso da E. seria uma praia com baloiços, a sua amiga Aiã e um stock inesgotável de iogurtes e maçãs….

Links:

Little & The Girl: feitos à mão e muito simpáticos (obrigada Miriam).

Knittle: toscos, simples e lindos, coletes de tricot para inspirar as principiantes.

mais livrinhos de ouro

little golden books

Cheios de pó e com as páginas tão surradas que ainda não decidi se vão continuar a existir como livros velhinhos ou renascer com outra forma (como esta?): The Shy Little Kitten, Little Boy with a Big Horn (estes estão mesmo em mau estado), The Saggy Baggy Elephant e The Little Eskimo (os dois em edição mexicana).

Quanto ao carimbo, e em resposta aos comentários, é feito com um printing kit que comprei já há uns anos e que adoro. Hoje em dia estes kits são difíceis de encontrar, mas as versões da Trodat são óptimas e arranjam-se em qualquer grande papelaria.

Graças à iniciativa da Ale, as mina de Sampa também vão tricotar em público (por cá, já somos 17!).

E ainda:

Mon Tricot: um blog de Brasília para quem não tem medo de agulhas.

+ tricot

yarn

Chegou num instante a encomenda que fiz na Laughing Hens. Já posso fazer mais bonecas-meninas e gorros para toda a família. Só tenho pena que nas lojas por cá seja difícil encontrar lãs desta qualidade.

A Hilda vai ficar espantada quando regressar e encontrar 16 pessoas inscritas no Knitting Meetup (há quem esteja a ter dificuldades técnicas em inscrever-se: seguindo estes passos normalmente funciona). A ideia parece estar a pegar também noutras paragens.

Para agrupar os posts sobre o assunto, criei a categoria Knitting = Tricot (falta repescar os posts mais antigos).

Ainda sobre ecopontos e tetrapacks: a Valorsul, que processa os lixos de Lisboa, Amadora, Loures, Odivelas e Vila Franca de Xira, diz que devem ir para o ecoponto amarelo. Já a Valorlis, todas as outras páginas que encontrei sobre o assunto e os próprios tetrapacks que tenho cá em casa dizem claramente que estas embalagens devem ir para o ecoponto azul.

link galore

Fim-de-semana atarefado e produtivo. Começo a ter a cabeça cheia de projectos para o Natal mas não sei onde conseguir tempo para os pôr em prática.

Da Suécia, país da Pippi das Meias Altas, chega-me o link para uma menina de quem fiquei imediatamente fã: Camilla Engman. Por causa dela, lembrei-me de uma sua conterrâna que há que tempos que não visitava: Jojo Falk (tall and strong and blonde and blue-eyed / pure and healthy, very wealthy / I’ll grow wings and fly to Sweden*).

Boygirlparty: Para juntar ao grupo das mais mais prolíficas e especiais de todas as meninas-crafty (servida aqui em doses diárias).

PhotoStamps: Eis outra das razões pequeninas para querer estar na América do Norte.

Egiggle: bonecos legumes.

Knit It Yourself: para as estreantes no tricot, o modelo de cachecol mais simples do mundo.

We are what we do: uma lista de coisas pequeninas que são grandes.

mais mouraria

abi

Voltámos à Mouraria e desta vez trouxe dois lindíssimos tecidos africanos (mal consiga deito mãos ao projecto dos vestidos muito simples de Inverno).

Fui finalmente buscar a Milk de setembro, cheia de óptimas fotografias como sempre. Nas primeiras páginas, mais uma ou outra referência a bonequeiras que não conhecia (a revista não tem site nem aceita assinaturas internacionais, infelizmente).

Links:

Cast Off knitting club: Tricot e não só. Gostei especialmente da mala guitarra.

Unity Peg: Para secar a louça.

Kirstin James Textiles: Roupa de criança.

Knitted Elvis Wig Pattern (o nome diz tudo).

curtas

Good night, little bear

Outro Little Golden Book que adoro é este Good Night, Little Bear ilustrado por Richard Scarry, ilustrador responsável por boa parte da minha bagagem gráfica (será que se pode dizer tal coisa?) de criança (sobretudo por causa do livro What Do People Do All Day, que em Português se chamava Quando eu for grande).

Porque a E. resolveu atribuir-lhe hoje o prémio de livro do momento (ou seja, porque tivemos de lho contar vezes sem conta), reparei pela primeira vez no boneco-bolacha. Outro projecto para a minha lista interminável.

Lãs e agulhas:

Cachecol fair trade com lãs tingidas e tricotadas à mão pelas índias Quecha.

Laughing Hens: loja on-line inglesa de lãs das mais apetitosas (dica da Hilda).

Nah Guav’s Cool Crochet and Knit Links: blog repertório de links (e mais links).

Knitting Meetup: tenho a certeza que entre o Porto e Braga há interessadas e curiosas mais do que suficientes para criar um grupo nortenho de tricotadeiras. É só alguém carregar no botão que diz start a meetup group e passar a palavra (eu ajudo).

pequeno livro de ouro

The Very Best Home for Me

€1, foi quanto custou ontem este Little Golden Book num alfarrabista aqui perto. A minha mãe tinha-o em pequenina e vi-o vezes sem conta em casa da minha avó. Tinha-me esquecido da existência dele mas reconheci-o mal vi esta cópia (…a tartaruga parecida com o meu avô, a página em que o cão tem um olho esquisito…). Trouxe-o para a E., apesar do estado em que estava (pensei que se não o pudesse aproveitar como livro daríamos de certeza algum destino às ilustrações).

Read more →