a rua

limpa-chaminés

a casa de avental

Muitas vezes tenho vontade de pedir às pessoas com quem me cruzo na rua que me deixem fotografá-las. De manhã, quando regresso a pé da escola da E. e da A., a luz é perfeita e os transeuntes estão no seu melhor. Das raras vezes em que me atrevo as respostas variam. Sins envergonhados, nãos ofendidos e então tire lás como o do simpático limpa-chaminés de ontem. No resto do dia fotografo casas. Em algumas acontece aquele fenómeno comum aos cães de se tornarem parecidas com os seus donos (ou vice-versa?), e até há algumas que usam avental.

cores fugitivas

10 comments » Write a comment

  1. Que fotos lindas! Acho maravilhoso ver beleza nas imagens simples da vida. Afinal, do que é feita a vida? Disso, não é?
    Beijos!

  2. Sabe tão bem fotografar Lisboa!
    Essa dos cães serem iguais aos donos (ou vice-versa) é mesmo verdade, eu que tenho uma cadela, constato-o com frequência.
    Gosto do limpa-chaminés:)

Comentar