/* WP-Cache Config Sample File See wp-cache.php for author details. */ $wpsc_last_post_update = 1508209360; //Added by WP-Cache Manager $cache_page_secret = '6e2937fc5984766b6af5481529e25441'; //Added by WP-Cache Manager $wp_cache_not_logged_in = 0; //Added by WP-Cache Manager $wp_cache_clear_on_post_edit = 0; //Added by WP-Cache Manager $wp_cache_hello_world = 0; //Added by WP-Cache Manager $wp_supercache_cache_list = 0; //Added by WP-Cache Manager $wp_cache_mobile_enabled = 0; //Added by WP-Cache Manager $wp_cache_cron_check = 1; //Added by WP-Cache Manager if ( ! defined('WPCACHEHOME') ) define( 'WPCACHEHOME', WP_CONTENT_DIR . "/plugins/wp-super-cache/" ); //Added by WP-Cache Manager $cache_compression = 0; // Super cache compression $cache_enabled = true; //Added by WP-Cache Manager $super_cache_enabled = true; //Added by WP-Cache Manager $cache_max_time = 3600; //in seconds //$use_flock = true; // Set it true or false if you know what to use $cache_path = WP_CONTENT_DIR . '/cache/'; $file_prefix = 'wp-cache-'; // We want to be able to identify each blog in a WordPress MU install $blogcacheid = ''; if( defined( 'VHOST' ) ) { $blogcacheid = 'blog'; // main blog if( constant( 'VHOST' ) == 'yes' ) { $blogcacheid = $_SERVER['HTTP_HOST']; } else { $request_uri = preg_replace('/[ <>\'\"\r\n\t\(\)]/', '', str_replace( '..', '', $_SERVER['REQUEST_URI'] ) ); if( strpos( $request_uri, '/', 1 ) ) { if( $base == '/' ) { $blogcacheid = substr( $request_uri, 1, strpos( $request_uri, '/', 1 ) - 1 ); } else { $blogcacheid = str_replace( $base, '', $request_uri ); $blogcacheid = substr( $blogcacheid, 0, strpos( $blogcacheid, '/', 1 ) ); } if ( '/' == substr($blogcacheid, -1)) $blogcacheid = substr($blogcacheid, 0, -1); } $blogcacheid = str_replace( '/', '', $blogcacheid ); } } // Array of files that have 'wp-' but should still be cached $cache_acceptable_files = array( 'wp-comments-popup.php', 'wp-links-opml.php', 'wp-locations.php' ); $cache_rejected_uri = array('wp-.*\\.php', 'index\\.php'); $cache_rejected_user_agent = array ( 0 => 'bot', 1 => 'ia_archive', 2 => 'slurp', 3 => 'crawl', 4 => 'spider', 5 => 'Yandex' ); $cache_rebuild_files = 1; //Added by WP-Cache Manager // Disable the file locking system. // If you are experiencing problems with clearing or creating cache files // uncommenting this may help. $wp_cache_mutex_disabled = 1; //Added by WP-Cache Manager // Just modify it if you have conflicts with semaphores $sem_id = 949878864; //Added by WP-Cache Manager if ( '/' != substr($cache_path, -1)) { $cache_path .= '/'; } $wp_cache_mobile = 0; $wp_cache_mobile_whitelist = 'Stand Alone/QNws'; $wp_cache_mobile_browsers = 'Android, 2.0 MMP, 240x320, AvantGo, BlackBerry, Blazer, Cellphone, Danger, DoCoMo, Elaine/3.0, EudoraWeb, hiptop, IEMobile, iPhone, iPod, KYOCERA/WX310K, LG/U990, MIDP-2.0, MMEF20, MOT-V, NetFront, Newt, Nintendo Wii, Nitro, Nokia, Opera Mini, Palm, Playstation Portable, portalmmm, Proxinet, ProxiNet, SHARP-TQ-GX10, Small, SonyEricsson, Symbian OS, SymbianOS, TS21i-10, UP.Browser, UP.Link, Windows CE, WinWAP'; // gzip the first page generated for clients that support it. $wp_cache_gzip_first = 0; // change to relocate the supercache plugins directory $wp_cache_plugins_dir = WPCACHEHOME . 'plugins'; // set to 1 to do garbage collection during normal process shutdown instead of wp-cron $wp_cache_shutdown_gc = 0; $wp_super_cache_late_init = 0; // uncomment the next line to enable advanced debugging features //$wp_super_cache_advanced_debug = 1; $wp_super_cache_front_page_check = 0; $wp_super_cache_front_page_clear = 0; $wp_super_cache_front_page_text = ''; ?> /* WP-Cache Config Sample File See wp-cache.php for author details. */ $wpsc_last_post_update = 1508209360; //Added by WP-Cache Manager $cache_page_secret = '6e2937fc5984766b6af5481529e25441'; //Added by WP-Cache Manager $wp_cache_not_logged_in = 0; //Added by WP-Cache Manager $wp_cache_clear_on_post_edit = 0; //Added by WP-Cache Manager $wp_cache_hello_world = 0; //Added by WP-Cache Manager $wp_supercache_cache_list = 0; //Added by WP-Cache Manager $wp_cache_mobile_enabled = 0; //Added by WP-Cache Manager $wp_cache_cron_check = 1; //Added by WP-Cache Manager if ( ! defined('WPCACHEHOME') ) define( 'WPCACHEHOME', WP_CONTENT_DIR . "/plugins/wp-super-cache/" ); //Added by WP-Cache Manager $cache_compression = 0; // Super cache compression $cache_enabled = true; //Added by WP-Cache Manager $super_cache_enabled = true; //Added by WP-Cache Manager $cache_max_time = 3600; //in seconds //$use_flock = true; // Set it true or false if you know what to use $cache_path = WP_CONTENT_DIR . '/cache/'; $file_prefix = 'wp-cache-'; // We want to be able to identify each blog in a WordPress MU install $blogcacheid = ''; if( defined( 'VHOST' ) ) { $blogcacheid = 'blog'; // main blog if( constant( 'VHOST' ) == 'yes' ) { $blogcacheid = $_SERVER['HTTP_HOST']; } else { $request_uri = preg_replace('/[ <>\'\"\r\n\t\(\)]/', '', str_replace( '..', '', $_SERVER['REQUEST_URI'] ) ); if( strpos( $request_uri, '/', 1 ) ) { if( $base == '/' ) { $blogcacheid = substr( $request_uri, 1, strpos( $request_uri, '/', 1 ) - 1 ); } else { $blogcacheid = str_replace( $base, '', $request_uri ); $blogcacheid = substr( $blogcacheid, 0, strpos( $blogcacheid, '/', 1 ) ); } if ( '/' == substr($blogcacheid, -1)) $blogcacheid = substr($blogcacheid, 0, -1); } $blogcacheid = str_replace( '/', '', $blogcacheid ); } } // Array of files that have 'wp-' but should still be cached $cache_acceptable_files = array( 'wp-comments-popup.php', 'wp-links-opml.php', 'wp-locations.php' ); $cache_rejected_uri = array('wp-.*\\.php', 'index\\.php'); $cache_rejected_user_agent = array ( 0 => 'bot', 1 => 'ia_archive', 2 => 'slurp', 3 => 'crawl', 4 => 'spider', 5 => 'Yandex' ); $cache_rebuild_files = 1; //Added by WP-Cache Manager // Disable the file locking system. // If you are experiencing problems with clearing or creating cache files // uncommenting this may help. $wp_cache_mutex_disabled = 1; //Added by WP-Cache Manager // Just modify it if you have conflicts with semaphores $sem_id = 949878864; //Added by WP-Cache Manager if ( '/' != substr($cache_path, -1)) { $cache_path .= '/'; } $wp_cache_mobile = 0; $wp_cache_mobile_whitelist = 'Stand Alone/QNws'; $wp_cache_mobile_browsers = 'Android, 2.0 MMP, 240x320, AvantGo, BlackBerry, Blazer, Cellphone, Danger, DoCoMo, Elaine/3.0, EudoraWeb, hiptop, IEMobile, iPhone, iPod, KYOCERA/WX310K, LG/U990, MIDP-2.0, MMEF20, MOT-V, NetFront, Newt, Nintendo Wii, Nitro, Nokia, Opera Mini, Palm, Playstation Portable, portalmmm, Proxinet, ProxiNet, SHARP-TQ-GX10, Small, SonyEricsson, Symbian OS, SymbianOS, TS21i-10, UP.Browser, UP.Link, Windows CE, WinWAP'; // gzip the first page generated for clients that support it. $wp_cache_gzip_first = 0; // change to relocate the supercache plugins directory $wp_cache_plugins_dir = WPCACHEHOME . 'plugins'; // set to 1 to do garbage collection during normal process shutdown instead of wp-cron $wp_cache_shutdown_gc = 0; $wp_super_cache_late_init = 0; // uncomment the next line to enable advanced debugging features //$wp_super_cache_advanced_debug = 1; $wp_super_cache_front_page_check = 0; $wp_super_cache_front_page_clear = 0; $wp_super_cache_front_page_text = ''; ?> meias de alvito | A Ervilha Cor de Rosa

meias de alvito

meias de Alvito

meias de Alvito

Sexta-feira pela manhã recebi um email que dizia: Meias na Feira dos Santos em Alvito! (de 30 de Outubro a 1 de Novembro) e prometia mais informação no site da junta de freguesia. O desdobrável aí apresentado (ver aqui e aqui) pareceu-me tão invulgarmente bem feito que a prioridade para o fim-de-semana passou a ser rumar mais uma vez ao Alentejo. A exposição durou só os três dias da Feira dos Santos e ocupava um dos stands da mostra de produtos regionais (onde também fiquei a conhecer o mais mediático sapateiro de cuba). Realizou-se por iniciativa do presidente da junta de Alvito, António João Valério e com a colaboração de Luísa Valério, autora dos textos e também ela fazedora de meia. Para montar a exposição, produzida com o mínimo de custos, foi feito um apelo aos moradores e em pouco tempo reuniram-se trinta pares de meias nos vários géneros produzidos na região: lisas e rendadas, brancas e coloridas (entre elas umas altíssimas, roxas tal e qual estas), de mulher e de homem, por estrear, remendadas ou meias feitas. Junto delas, as célebres agulhas de barbela (onde é que se fabricam hoje em dia, que não há meio de encontrar a fábrica?) e os lindos ganchos esculpidos em madeira.

Longe do contexto urbano, do youtube e dos mil e um livros estrangeiros sobre o tema, numa região em que já só as avós conhecem as técnicas e o nome dos pontos, uma mostra como esta tem ainda mais importância. É que nas aldeias fazer malha está bem longe de estar na moda. Os meus parabéns à Junta pela iniciativa.

meias de Alvito

meias de Alvito

meias de Alvito

18 comments » Write a comment

  1. Tão lindas!
    Já tenho vontade de fazer um novo par de meias. No inverno passado fiz dois pares (as primeiras, e fiquei fã: com o resultado e com o processo também!) e sobraram ainda dois matizes dos novelos comprados na retrosaria. O tempo não tem dado para tudo…

  2. O que se descobre lá para as minhas bandas Rosa.
    A Feira de Alvito era uma das que eu gostava sempre de ir. Fazer meia ainda há quem faça e não são só avós.
    Pois eu fui para Monsaraz onde descobri um tear delicioso, pena que já tivesse dono e outro galo cantaria.

  3. Que bela iniciativa. Pena não ter sabido antecipadamente. Gostava de ter dado uma espreitadela. Será que é uma iniciativa para repetir? E um catálogo da exposição não seria uma boa ideia?
    Da minha experiência estas agulhas de barbela não vinham de nenhuma fábrica. Algumas pessoas “ajeitavam-se”, umas saiam melhor, outras pior. As da minha bisavó eram feitas de raios de rodas de bicicletas – eram recicladas. As da Tia Maria, as agulhas mais novas, foram feitas pelo filho, mas não eram tão boas como “as dela”, que já tinham a barbela gasta. As da Maria serviam para fazer renda de duas agulhas. Em Portalegre, a loja das lãs vende conjuntos de 5 agulhas muito finas, “caseiras”, mas a barbela não é feita da mesma maneira…
    Tenho tido curiosidade por este tema e já tenho reunido algumas fotos de meias que pedi emprestadas e de pontos utilizados, aqui no Alentejo. Há tradições que se perdem, os pontos tinham nome, eram as andorinhas… e outros que não sei. As pessoas que sabiam destas coisas são cada vez menos. É pena!
    Que tal partilharmos um pouco do que todas vamos conhecendo?

  4. Bárbara, também tenho dessas agulhas caseiras, feitas com raios de bicicleta ou varetas de guarda-chuva, mas sei que se faziam industrialmente agulhas com barbela em inox próprias para meia, porque já vi muitas a uso e tenho um conjunto por estrear. Queria era encontrar o fabricante, caso ainda exista…

  5. Olá Rosa,
    Belíssima iniciativa esta e uma oportunidade rara. Também eu gostaria muito de a ter visto ao vivo e a cores e por isso faço aqui um apelo: se tiveres conhecimento de iniciativas deste tipo,e sempre que possível, seria óptimo que as pudesses partilhar connosco antecipadamente. Obrigada uma vez mais pelo trabalho de divulgação e pelas excelentes fotos :)

  6. Tão lindas!

    São mesmo como as que fazia a minha avó materna (que é de uma aldeia perto do Alvito.

    Eu herdei as agulhas dela de barbela de fazer meias…são lindas e são de inox (tenho de ver se tem algum simbolo da fabrica).

  7. Olá,
    lembro-me bem dessas agulhas,
    na minha aldeia quem fazia eram os ciganos em troca de hortaliça,
    bjo

  8. Olá Rosa,

    Sou sua leitora frequente e já andei deixando alguns comentários por aqui. Preferiria escrever-lhe de modo mais privado, mas não encontrei um e-mail seu. Vamos lá:
    Sou do Brasil, atriz e narradora oral. Um dia passeando por aqui, vi um tecido seu com estampa de princesas adormecidas e fiquei encantada. Por isso me surgiu a ideia: vc poderia corsturar-me um figurino?
    Não tenho pressa, mas gostaria muito de ter uma roupa feita por você.
    Visite meu blog, caso se interesse saber mais de mim e do meu trabalho. Espero ouvir de vc em breve, para continuarmos a negociar este trabalho.
    Um grande abraço,
    Emilie

  9. Que maravilhas!
    De louvar esta iniciativa e que seja a primeira de muitas!
    A descrição abriu-me o apetite.

  10. Olá Rosa. Leio-te precisamente aqui de Alvito. Deixo-te outra sugestão já que resolveste aventurar-te pelo mundo das feiras tradicionais. No final do mês ainda acontece também a Feira do Montado em Portel. Não sendo tradicional, no mesmo sentido em que são a de Alvito e a de Castro Verde (que, de resto, são feiras com mais de 500 anos!) tornou-se uma mostra muito interessante do que de mais genuino e de melhor existe por este Alentejo. Neste mesmo concelho existe depois lá mais para a frente uma outra iniciativa que é o congresso das açordas: um fantástico fim de semana em se pode discutir a aprender sobre as formas tradicionais de comer e, claro, degustar umas belíssimas açordas!
    boas voltas!

    é claro que, se precisarem de guarida, há por aqui uma casa aberta!
    Sofia

  11. Olá, gostei muito deste post mas queria falar-lhe de um outro local onde se fazem ainda verdadeiras meias de lã, que se chama Alvite, até no nome é parecido com Alvito! Fica no concelho de Moimenta da Beira junto á cordilheira da serra da lapa.Pode ainda lá encontrar as senhoras que as fezem á mão e que depois as vendem nas feiras e romarias da região, apareça por esta região que tem muito para oferecer e prove o queijo de mistura e o pão da lapa.
    Cumprimentos

    Fernando O Santos, Lamego

Leave a Reply

Required fields are marked *.