collégien

collégien

collégien

Numa simpática manobra de charme, a loja online da Collégien resolveu oferecer-me dois pares dos seus célebres sapatos-meia. Já os tinha namorado várias vezes, e não só são tão bonitos ao vivo como parecem online como elas os acham muito confortáveis. Escolhi dois modelos da linha farwest e para mim não sei se vou resistir a estas. Como em casa nunca usamos sapatos habituei-me a coser descalça e agora na Retrosaria passo o tempo a pôr e a tirar as botas para ir de um lado para o outro, o que não dá jeito nenhum. Pai Natal, é o 39, ok?

27 comments » Write a comment

  1. quando era pequena lembro-me de ter umas coisas destas.vendiam-se cá em Portugal, mas não consigo lembrar-me onde

  2. Ca em casa desde o ano passado q andamos com elas. Todos nos temos umas e já não vivemos sem elas. Vicio. Por acaso as minhas são iguais ás que,talvez, o pai Natal te traga. Ja agora nas amoreiras elas são mais baratas. Não sei bem porque mas são. Há varias lojas em lx a vender mas todas elas com preços diferentes. e que também não coincide com o preço online. Ahhh vão há máquina de lavar e ficam impecáveis

  3. Umas m… de meias com sola que sempre se venderam no supermercado por 4 euros aqui bem vendidas a 29 euros!!!
    Uau! que branding!
    E são objectos de desejo!
    São a estas operações de markting que me dá gozo assistir. Oferecemos umas meinhas à Rosa e com ela centenas de seguidoras que trabalham em casa e que vão querer deitar fora as pantufas velhas!! Lindo!

  4. Bárbara, obrigada pelo comentário contra a corrente, mas convido-a a experimentar as do supermercado e estas e ver a diferença. Sou totalmente a favor de que se pague pela qualidade, e se esta valer os 25 euros de diferença, quem puder e quiser que os pague. Além de que se toda a gente optar pelas do supermercado é o adeus à pouca indústria europeia que ainda existe.

  5. Lindas! Vou mesmo querer umas e oferecer outras ao meu namorado. Já nos estou a imaginar a jogar “just dance” na Wii, sem escorregar, ou deixar fugir os chinelos :)

  6. Qualidade é um valor que também aprecio, por isso não vou querer abandonar as minhas pantufas velhas de pelo de ovelha Alentejana (que provavelmente até são mais caras do que estas). Mas parece-me que não queremos tapar o sol com a peneira, trata-se de uma empresa bem montada, com uma imagem muito apelativa e uma estratégia de negócio inteligente. Não me tente vender a ideia de que com esses 25 euros a mais estamos a “aguentar” a industria europeia, pois quase de certeza que essa industria está na China. Vamos admitir que é mais um objecto de desejo, como a “Barbie”, o “ipod” ou o “ipad”. Gosto e pronto!

  7. Bárbara, não ganho mais nada em estar a defender a marca, mas por acaso até são mesmo produzidas em França. Estar “do outro lado” faz com que tenha aprendido a valorizar a criação de um bom produto com uma boa prestação de serviço ao cliente. Não vejo nada de imoral em ter uns chinelos caros e acho que umas boas pantufas de carneira (também adoro) podem ser tanto um objecto de desejo como umas collégien. Tal como diz, gosto e pronto :)

  8. Rosa, adoro seguir o seu blog, já comprei coisas na sua loja, mas desta vez acho um pouco exagero…independentemente da beleza ou qualidade das pantufas, não acha que é um pouco de mais este incentivo ao consumo – em troca de 2 pares de pantufas? Sem ressentimentos…

  9. Olá Ana,

    Percebo a sua ideia mas, se reparar, no meu blog tenho sempre promovido de forma totalmente gratuita e desinteressada várias marcas e criadores portugueses e estrangeiros, e sei que para algumas dessas pessoas e empresas essa divulgação foi importante. É estranho que só neste caso em concreto critique o apelo ao consumo. Fiz a opção de tornar explícito que a marca me tinha oferecido um produto, precisamente porque gosto que as coisas sejam claras, e não teria escrito sobre ele se não tivesse ficado satisfeita com a qualidade. O tema da publicidade nos blogs (a assumida e a que os respectivos leitores nem desconfiam que é paga) é um assunto muito interessante, e que daria matéria para uma bela discussão.

  10. Realmente parece ser um comentário exagerado… Quer dizer, só consome quem quer… Pela minha parte gostei de conhecer as pantufas :)

  11. São muito giras. Não conhecia. Ainda há dias ofereci a uma pessoa muito querida umas deste tipo – meias grossas com desenhos e com sola (são a prenda de Natal, mas não resisti e antecipei-me)

  12. É curioso que as pessoas te ataquem desta forma porque mencionaste o facto de te terem oferecido o produto… nos EUA, os bloggers são obrigados a mencionar a origem dos produtos de que falam nos seus blogs há algum tempo. É uma maneira nova que as marcas têm de chegar ao seu público e é certo que há quem faça criticas maravilhosas e não verdadeiras em troca de umas prendinhas… mas o que o leitor precisa de ver é que, se lê um blog pela sua qualidade e pela ligação que cria com o blogger, sabe que à partida aquela pessoa está a transmitir uma opinião sincera e verdadeira. Pergunto-me o que diriam as pessoas se tivesses dito “ofereceram-me x, experimentei e não gostei”. É que esse também é um risco que a marca corre quando oferece um produto a alguém com visibilidade. Enfim…

  13. Pois eu não conhecia e gosto de conheçer coisas boas! E já comprei umas, para oferecer…. por isso, obrigada R!

  14. Só são objectos de desejo os produtos com capacidade para o serem…

    Contrariamente à publicidade que das piores e melhores maneiras tenta aproximar as pessoas dos produtos, a função do Mktg, no seu bom uso, é aproximar os produtos das pessoas…

    .. eu tenho dois pares!!

    Collégien je t’aime **

  15. São fantásticas!
    Apenas tive azar: há quinze dias fiz a encomenda que, supostamente chegaria em 3 dias, no entanto continuo a aguardar.
    Ao que parece extraviou-se, uma vez que ninguém a encontra e só me pedem para aguardar. Já aconteceu a alguém?

Leave a Reply

Required fields are marked *.