(i)material

alcochete
Janela decorada com cobertor e estandarte em forma de barrete para as Festas do Barrete Verde, Alcochete, Agosto de 2011.

Notas soltas à volta do mesmo tema:

O IMC acaba de lançar um Kit de Recolha do Património Imaterial, editado em papel mas disponível também em pdf para download gratuito. Foi concebido para ser usado por professores e alunos do 2º e 3º ciclos e parece muito bem estruturado e intencionado (O Kit foi concebido sobretudo para aplicação a nível local, promovendo a interação dos jovens com os elementos da comunidade (aldeia, freguesia, bairro, etc.), assim como o conhecimento aprofundado e a valorização do seu Património Imaterial.). Nos anos 70, mas num contexto político bem diferente, foi também graças a alunos e professores de muitas escolas que se fez uma das mais interessantes colecções de livros sobre produções artesanais portugueses (a colecção Artes e Tradições da editora Terra Livre). A acompanhar…

Arquivos digitais: a minha amiga Catarina Miranda tem vindo a dar a conhecer no seu blog uma série de arquivos fotográficos portugueses cujas colecções começam a estar acessíveis através da internet. Vai sendo mais fácil conhecermo-nos.

Saber e contar: é muitas vezes nos blogs mais discretos, feitos apenas com o intuito de partilhar, que se encontra informação mais interessante sobre tradições locais. É o caso, entre tantos outros, da secção de etnografia do blog Alcoutim Livre (obrigada António pelo link).

7 comments » Write a comment

  1. Uma das muitas festas populares que dão cor ao nosso país no mês de agosto. Um bela fotografia de uma varanda portuguesa.

  2. j’ai découvert ton blog via un autre blog portugais et je l’adore!! tu fais decouvrir pleins de choses que meme en vacances au portugal je n’ai pas trouvé!! continue comme ça!! ton blog est pleins de richesse!!
    te bisoute
    hope you can understand french… lol**

  3. Rosa
    O kit parece-me muito bom tendo em conta o perfil dos utilizadores a que se destina. Espero, contudo, que estas recolhas não venham a substituir as recolhas que os profissionais dos museus, dos centros de investigação e das universidades também deveriam fazer. Por outro lado, parece-me interessante fazer exposições com o resultado destes trabalhos e perceber como as crianças e os jovens representam o seu património.

Leave a Reply

Required fields are marked *.


You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>