uma maçã por dia…

bravo de esmolfe

Só durante a gravidez tive o bom hábito (ensinado por um outro mestre) de começar o dia, sem excepção, com uma peça de fruta. De manhã o que me apetece sempre é (e passe mais uma citação do livro de ontem e da minha vida) cafezinho com leite e manteiga com pão. Adio a fruta e às vezes esqueço-me dela. Mesmo das melhores de todas as maçãs.

Entretanto estou a fazer mais um gorro numa nova cor de Kureyon (#116).

Rosa Pomar for NurseryWorks em destaque no UrbanBaby!

estojo sabão

estojo sabão

Há onze anos fiz um estojo de enrolar para os pincéis e canetas de um amigo que andava em Belas Artes. Usei um tecido de linho antigo que a minha mãe tinha em casa e cosi-o todo à mão. Só tinha um elástico ao meio, em vez de bolsos, mas gostei tanto do resultado que fiquei sempre com vontade de fazer outros no género. Agora, entre os tecidos que já tinha deixado preparados antes de ir de férias e os que comprei entretanto, vai ser um fartote.

Read more →

agulhas

needle case

Bastam umas pingas de chuva para me apetecer pegar nas agulhas de tricot outra vez e já tenho quase quase pronto o estojo para as levar para férias. Tem sítio para as agulhas grandes, de duas pontas, circulares e o que mais for preciso ter à mão. A pedido de várias famílias vai ser o primeiro de pelo menos mais alguns. Mais a Norte, a Sónia e a Karin não perdem tempo…

Read more →

gifts from talented friends

Prendas mais do que lindas: um vestido feito pela Patrícia Dória e uma mala-joaninha feita pela Débora!

Do lado de cá da fronteira também se fazem lãs para tricot muito bonitas. Para mim é uma quase surpresa, tendo em conta que são tão difíceis de encontrar. Uma das marcas a reter é a Rosários4, que descobri através da Dina. Em Lisboa vendem-se numa lojinha em Alvalade que a Débora encontrou (ainda não sei a morada) e que tem uma especialmente bonita chamada Marianne.

Na próxima Segunda-Feira, dia 21, inauguramos a Primavera no Príncipe Real. Mais sobre este assunto em breve..

ko

bret

Por muito ranhosa e dorida e sem vontade nenhuma de sair da cama que eu esteja, a minha patroa começa invariavelmente o dia com a ordem: mamãaaa, quia lhaque!*.

Comecei finalmente a camisola às riscas para o F., prometida há anos. Tirei o modelo do livro Denim People e já encontrei outra pessoa a pô-lo em prática.

*lhaque = cerelac.